quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Expedição Inti & Killa – Sétimo, oitavo e nono dias de viagem – 10, 11 e 12/09/2010


No dia 10, sexta-feira, acordamos bem cedo e visitamos a Igreja de São Francisco e a Catedral de Arequipa na primeira metade da manhã. Um pouco antes das 11 horas partimos do hotel e começamos o deslocamento para o “cañadon del Colca”, um dos principais pontos da nossa viagem. O trajeto na estrada foi tranquilo, estacionamos diversas vezes para fazer fotografias, visitamos o centro de interpretação ambiental da Reserva Nacional Salinas e Aguadas Blancas e paramos no “Mirador de Patapampa”, a 4910 metros de altitude, para avistar os vulcões da região. Chegamos em Chivay, o ponto de ingresso no Colca, mais ao final da tarde. Para ingressar no vale é necessário pagar um ingresso de 35 soles (~ 25 reais). Feito isso seguimos pelo lado esquerdo do cañadon, o mais visitado, sempre parando nos miradores para fazer fotografias. Nesta época do ano o vale não está tão exuberante, como tínhamos visto em sites e guias, pois é uma época seca e de preparo da terra. Ainda assim, os patamares de cultivo são incríveis e ficamos maravilhados com tanta beleza da natureza e da mão do ser humano. Tantas paradas ao longo do trajeto resultaram em atraso considerável e chegamos em Cabanaconde já era noite. Demoramos para achar a entrada do povoado, pois o acesso principal estava fechada para obras, e isso causou um certo aborrecimento e preocupação, pois chegamos a pensar em voltar no caminho e procurar pouso em outro vilarejo. Mas graças a um senhor que encontramos na estrada descobrimos que havia um acesso secundário e  para lá seguimos, conseguindo chegar no povoado. Achar um lugar para pernoitar não foi muito difícil, até mesmo porque não existem muitas opções disponíveis na localidade. Acomodados, jantamos no restaurante do hostal e marcamos nosso café para 6:30 no dia seguinte.
No dia 11, sábado, partimos de Cabanaconde às 7:00 horas da manhã, buscando chegar bem cedo no mirante “Cruz del Condor”. Chegamos lá antes das 8:00 horas e sobre esta parte eu vou deixar que as fotos dos condores falem por sí!
Após a vibrante passagem pelo mirante e o avistamento dos condores, tivemos um belo retorno pelo cânion e no meio da tarde já estávamos instalados num hotel em Chivay. Optamos por um descanso na parte da tarde, pois vários dias de viagem na estrada exigiram bastante de nossos organismos, bem como pelos efeitos da altitude.
No dia 12, domingo, voltamos a acordar bem cedo para sair logo às 7:00 horas da manhã. Não foi uma noite boa para mim. Tive fortes dores de cabeça e dormi muito mal. O sistema digestivo também não estava no funcionamento normal. Vou parar por aí para poupá-los de detalhes sórdidos!!! A Márcia, graças à Deus, passava bem. E para ajudar, descobri que teríamos que aumentar em 200 km o deslocamento até Cusco, pois a estrada de rípio que eu pensava utilizar não foi recomendada por ninguém. Deveríamos voltar pelo trajeto já percorrido e tomar o asfalto, foi isso o que todos me disseram. Bem, como estamos “solo”, resolvemos não arriscar e seguimos o conselho dos locais. Então o domingo foi um dia de deslocamento. No estado que eu estava nem senti vontade de fotografar no caminho, embora existam várias paisagens bonitas no trajeto. Como a estrada passa frequentemente por serras, e a Márcia não fica muito à vontade nessa condição, tive que tocar os mais de 600 km até Cusco para  chegarmos no final da tarde, por volta de 17 horas. Entrar dirigindo em Cusco também é uma parada, hehehe!!! Começa que uns 200 quilômetros antes de Cusco existe um povoado colado no outro e é preciso tomar muito cuidado com crianças, animais na pista, bicicletas e os transportadores locais. Entrando na cidade o trânsito é pesado, mesmo sendo domingo. Ainda bem que nós temos uma boa escola no Brasil, assim, estamos conseguindo sobreviver nessas passagens urbanas.
Também torcemos para que a nossa opção de hospedagem tivesse vagas. Como não é uma época de altíssima temporada, não fizemos reservas, assim, sempre existe o risco de darmos com a “cara na porta”! Mas, felizmente, chegamos no Hostal El Andariego, a primeira opção, e tinha vagas. Fomos muito bem recebidos e brasileiros aqui são muito estimados. Também é um ótimo local de hospedagem, bem situado no centro histórico, e conta com garagem, algo muito importante para nós. Saudações aos que nos acompanham!
 



























8 comentários:

Álvaro e Adelaide disse...

Olá aventureiros!
Que maravilha está a viagem de vocês! Aproveito para matar as saudades dos locais que percorremos no início do ano e fico feliz que conseguiram ver o sobrevôo do condor. As cores das paisagens realmente estão diferentes, mas não menos belas. Boa estadia em Cuzco e melhoras. Continuem tomando o chá de coca para aproveitarem ao máximo.
abraços e continuaremos na carona!
Adelaide

Anônimo disse...

Simplesmente espetacular.
Parabéns.
Álvaro - do Texas.

Odu Mazza disse...

Olá, td bem? Outra belíssima viagem!!! No ultimo comentário vc havia dito que iria elevar o Tracker. Nessa viagem ele já está elevado? Parece mais alto. Obrigado.

Claudio disse...

Parabéns por mais outra emocionante expedição, deixando os "seguidores" do blog de água na boca. Complementando, excelentes fotos!

Evandro Colares disse...

Muito obrigado pelo incentivo e pelos comentários. Peço desculpas por não estar conseguindo fazer as postagens de acordo com o desenrrolar da viagem, conforme eu planejara, mas a internet não cooperou muito! Continuarei postando nos próximos dias para atualizar com fotos e mais comentários sobre as outras atrações da viagem. Abraços a todos!

Evandro Colares disse...

Prezados amigos, blogueiros e leitores, mais uma vez agradeço as mensagens que nos incentivam a dar continuidade ao blog.

Valeu, Álvaro e Adelaide. Depois dessa vocês tem ganharam mais pontos, pois essa viagem é casca, que dirá, de motocicleta, hehehe!!! Abraços!

Odu, o "Tracker Chumbo" foi elevado na suspensão para esta viagem. Você está correto!

Cláudio, muito obrigado pelas tuas palavras e pelo elogio das fotos. Vou atualizar os relatos e vamos nos falando!

Saudações a todos!

Odu Mazza disse...

Se não está dando tempo pra responder é pq a coisa tá boa!!!! rs. Não deixa de dizer como o Tracker se comportou, ok? Continuem tendo uma ótima viagem!!!

Evandro Colares disse...

Odu, os posts ainda estão saindo, mas já chegamos no Brasil. As dificuldades na internet complicaram por demais. Conforme meu comentário annterior eu fiz a modificação de suspensão, elevando em 2 polegadas o carro. Ao final da viagem troquei os pneus para um perfil mais alto 235 x 70 - R16. Foram essas as modificações! Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...