segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Expedição Inti & Killa II - Décimo-sexto dia - 19/09/2010 - II

Após a visita às comunidades flutuantes de Uros seguimos para a última parte do passeio no lago Titicaca, tomando o rumo da isla Taquile. Foram mais duas horas de navegação até chegarmos num dos portos da ilha. Os objetivos do passeio foram conhecer outra comunidade nativa e fazer uma caminhada leve de um extremo ao outro da ilha, passando pela Plaza Central, a aproximadamente 4000 metros de altitude. O almoço num restaurante caseiro também estava incluído na programação.
Os 2500 taquileños vivem basicamente do plantio de milho, batata, quinua e alguns outros tipos de vegetais. Cada família possui algumas ovelhas e também poucas vacas para arar a terra. Na parte de artesanato,  outra fonte de renda importante dos habitantes, encontram-se tecidos que estão entre os mais requintados do Peru. Segundo nos informou o guia da excursão, não é permitido que qualquer porção da ilha seja negociada, impedindo assim que o estilo de vida comunitário seja afetado de modo drástico por influências exteriores. Considerando a beleza rústica e natural do local, certamente não faltariam interessados em construir mansões e hotéis de luxo nas encostas da ilha, o que certamente descaracterizaria a cultura dos taquileños.
O que mais chamou a minha atenção no passeio foram os semblantes de linhas fortes do povo e  o seu ar reservado e distante. As suas vestimentas também são diferentes dos outros locais que estivemos visitando. Os homens vestem roupas escuras com  cintos bordados de lã e gorros coloridos. Já as mulheres vestem saias coloridas em camadas e chales pretos sobre a cabeça.
Durante a nossa breve estada na ilha presenciamos uma reunião da comunidade. Foi até algo engraçado,  pois os nativos estavam reunidos em assembléia e concentrados na praça central. Como estavam paramentados e com ar todo solene, os turistas que visitavam a localidade ficaram bastante entusiasmados, pois pensaram que iriam presenciar algum tipo de show. Um dos líderes da comunidade dirigiu-se em espanhol aos visitantes desejando-lhes boas vindas e depois seguiu em  interminável discurso na língua nativa, o Quéchua. Aí, a turistada que continuava fotografando e esperando o tal "show", sem entender nadinha do que o nativo falava, foi percebendo que a reunião era coisa séria e que estavam alí para tratar de problemas da vida deles, e que não tinha nada de divertimento para os turistas!!! Aos poucos, com as caras de bobo, todos foram dispersando de fininho.
Pois bem, lá pelas 4 da tarde nos despedimos da isla Taquile e de seus nativos. Chegamos ao porto de Puno depois de 2 horas e meia de navegação, brindados por um belo pôr-do-sol. À noite ainda encontramos o casal Miriane e Paulo para um agradável jantar, concluindo com chave de ouro as visitas no sul do Peru. A excitação pela viagem de retorno ao Brasil já começava a tomar conta das nossas mentes!


















9 comentários:

oscaminhantes disse...

Evandro, poderíamos pedir sua ajuda para tentarmos fazer nosso roteiro para a Patagônia Argentina?
Está super em cima da hora para nossos padrões, mas gostaria de tentar ver se ainda consigo agendar alguma coisa para janeiro e estou completamente perdida. São tantas atrações...
Se vc estiver disponível, seria uma imeeeensa ajuda para nós.
Abraços,
Marcia, João e Júlia

Evandro Colares disse...

Caminhantes, sugiro que consultem os posts da Expedição Patagón I (ver nas tags do blog). Creio que pode dar uma boa ajuda! O trajeto da expedição está no seguinte post:
http://viajandopatagonia.blogspot.com/2008/11/o-trajeto-da-expedio-patagn.html

Robison Portioli disse...

Parabéns pelo Blog! Fantástico.

Viajar é mesmo uma arte.

Dê um olhadinha na minha jornada tbm, acho que vc vai gostar: www.vidanomade.com

Forte abraço cara, parabéns de novo!

Evandro Colares disse...

Valeu a visita, Robison! Agradeço muito o seu comentário. Já dei uma olhada no teu site e percebi que você tem muita experiência na estrada, cara! Depois vou apreciar com mais calma. Abraço!

Carla e Élio disse...

Oi Evandro!
Pois é amigo, também queria poder viajar só em dias comuns, mas bem nesses dias tenho que trabalhar... hehehehehe!!
Sobre a Patagônia, faltam só 30 dias! Ai, ai... Já estou com aquele friozinho na barriga (que é uma delícia!).
Bjs e obrigada pelo carinho...

Michel disse...

Grande Evandro, beleza?

Então cara, minha esposa é doida para conhecer a Tierra del Fuego, aí já viu, né? Patagônia será inevitável ir também, ainda mais depois de ter conhecido teu blog!

Quem sabe um dia embarcamos em uma dessas aventuras com vocês, aí - sem dúvida - dou uma revisada no meu TOP10 :D

Acho sempre fundamental conhecer o povo local e os costumes, assim como vocês fizeram! Ir só para ver as paisagens é como comer um bolo sem cobertura :) Como sempre, muito legal o conteúdo e belas fotos!

Abração e muita paz! Michel

Henrique disse...

Pois é Evandro, eu estava colocando algumas fotos minhas no Orkut e lembrei do "meio mico"que pagamos na Ilha Taquile, Foi realmente ilário, felicidades a vocês dois e incluam Cascavel no próximo roteiro de vocês, OK???

Evandro Colares disse...

Olá, Michel! Valeu a visita! Tenho certeza que a Patagônia terá vez nos teus TOP 10! Abraço!

Evandro Colares disse...

Oi, Henrique! Suponho que seja Paulo Henrique, hehehe!!! Muito obrigado pela visita e claro, assim que der incluiremos Cascavel em nosso roteiro para visitá-los! Abraços para vocês!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...