domingo, 21 de agosto de 2011

Cartagena de Índias: miscelâneas!

Por motivos de força maior não tenho produzido novos posts para o blog neste último mês. Mas sobrando um tempinho a gente aparece!

Nos textos anteriores e neste continuo abordando as visitas que fizemos em Cartagena de Índias. O último post tratou da visita ao Cerro La Popa. E na viagem já estava encerrando-se o tempo em Cartagena, pois no dia seguinte seguiríamos para a ilha colombiana de San Andrés, mas ainda fizemos alguns passeios rápidos com o nosso guia, o taxista Raimundo.
Depois que baixamos do Cerro La Popa, o Raimundo nos levou até uma praça que fica logo abaixo do Castillo San Felipe de Barajas. Alí está localizado um interessante monumento em bronze, "Los Zapatos Viejos", que homenageia um renomado poeta da Cidade, Don Luis Carlos López, famoso pelo soneto A mi Ciudad Nativa. Ainda que seja uma homenagem a um cidadão renomado, só posso acreditar que os turistas visitem o local para tirar uma foto de recordação! Então, aproveito para fazer a minha homenagem, reproduzindo a arte do poeta:


A mi Ciudad Nativa

Noble rincón de mis abuelos: nada
como evocar, cruzando callejuelas,
los tiempos de la cruz y la espada,
del ahumado candil y las pajuelas...

Pues ya pasó, ciudad amurallada,
tu edad de folletín... Las carabelas
se fueron para siempre de tu rada...
¡Ya no viene el aceite en botijuelas!

Fuiste heroica en los tiempos coloniales,
cuando tus hijos, águilas caudales,
no eran una caterva de vencejos.

Mas hoy, plena de rancio desaliño,
bien puedes inspirar ese cariño
que uno le tiene a sus zapatos viejos...

Luis Carlos López



Monumento dos "Zapatos viejos". A curtição é tirar uma  foto de recordação!

Depois dos "Zapatos viejos" fomos circular um pouco mais para ver algumas miscelâneas, sem demérito algum, obviamente. Passamos pelo Fuerte San Sebastian del Pastelillo, uma outra fortaleza de Cartagena, onde está localizado um yatch club, clube de pesca e belo restaurante. Nas ruas do bairro de Manga, região tradicional da cidade de Cartagena, conhecemos algumas residências históricas de famílias abastadas do século passado. Raimundo fez questão de nos mostrar essa região, pois é um lugar que está sendo tomado rapidamente pela especulação imobiliária e parte da história da cidade está sendo perdida. Um dos expoentes locais é a Casa Roman, construída em estilo neomudéjar, resultado de uma fusão arquitetônica hispânica e árabe. Por fim tocamos para Bocagrande. Mas só demos uma circulada rápida pela região. É uma área moderna e sofisticada da cidade, onde está localizada a maioria dos melhores hotéis da cidade. Por fim voltamos ao casco histórico de Cartagena e ainda deu tempo para visitarmos o museu do Palacio de la  Inquisición, com suas estranhas peças de tortura medievais. O mais interessante dessa visita foi o palácio em si e a história da Inquisição nas Américas, pois em Cartagena funcionou o principal tribunal do Santo Ofício no continente.
Não poderia encerrar o capítulo de Cartagena de Índias sem dizer que esse local causou uma maravilhosa impressão em Márcia e em mim, motivo que me estimulou a escrever vários posts sobre a Ciudad Amurallada
Yatch clube de Cartagena, com o visual de Bocagrande ao fundo.
A Casa Roman, no bairro de Manga.


Palacio de la Inquisición. Pátio interno.

Uma passada nos balcones do Palacio de La Inquisición, com uma vista privilegiada da Plaza Bolívar.

4 comentários:

Claudio disse...

Estou muito (bem) impressionado com a qualidade do turismo em Cartagena, e, como já referi anteriormente, a cada blog vou coletando preciosas informações para planejar uma viagem até a Colômbia.
Obrigado por compartilhar conosco, Evandro.
E parabéns, foi uma bela viagem.
Uma hora dessas marcamos um café para conversar mais.
Abraço
Cláudio

Evandro Colares disse...

Cláudio, é só marcar que eu terei muita satisfação! Muito obrigado por interagir sempre aqui no blog. Abraço!

Liziane Minuzzo disse...

Oi!! Obrigada por dividir tuas impressões sobre Cartagena. Vou tentar dar um pulo lá. Mas fica super longe de Bogotá. Como chefaste em Cartagena?
Gracias

Evandro Colares disse...

Oi, Liziane! Muito obrigado pela visita ao blog. Não ando muito ativo nos posts, mas é sempre bom interagir com os visitantes! Bem, para viajar pela Colômbia optamos por realizar vôos internos. A Colõmbia é muito grande e tomaria muito tempo viajar por terra. O custo dos vôos é razoável e valeu o investimento. Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...